sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A menina do espelho.

   Odeio o espelho...e a imagem que ele me mostra. A cada dia que passa, sinto mais ódio daquela menina que fica do outro lado, me olhando com tristeza. Menina fraca e estúpida!
   Ela sempre me olha como quem estivesse pedindo ajuda. Fraca e estúpida! E ingênua também...pois ainda acredita em sonhos. Ainda acredita que um dia será feliz... Tola!
   Ela não vê que não há mais nada a fazer? Os sonhos acabaram, e ela ainda me olha com piedade. Ela ainda tem brilho nos olhos, molhados pelo choro.
   Não consegue ver, sua tonta? Não há nada a fazer! No seu jardim, não há mais nada. Nada além de espinhos e flores secas. O mundo dá voltas sim, mas não pense que você será feliz.
   Engula seu choro, menina tonta!
   Mas não adianta...ela não me ouve. Continua a chorar, com os olhos molhados pelas lágrimas e pela esperança. Sinto raiva dela...
  Como pode ser tão ingênua? Fraca e estúpida! Vive em um espelho, e sonha com a felicidade...mora em um espelho, e sonha com o mundo.
  Mas ela tem que entender... não há mais nada a fazer. Os sonhos já se foram. Se foram, e não deixaram pistas de seu destino. Nem mesmo um bilhete dizendo : "Adeus, menina burra. Vamos morar com outra pessoa, que saiba nos valorizar!"
  Então fiquei discutindo comigo mesma, enquanto olhava para o espelho... vendo uma menina fraca e estúpida.



2 comentários:

  1. amei, tudo a ver comigo. Mais tarde vou passar para o meu blog, se me permitir.

    ResponderExcluir